14/07/20 12:31

Delegados de MS representam empregados da Caixa no Conecef

Logo-conecef.png

Com o mote “A distância não nos limita”, foi realizado, neste final de semana, o 36º Congresso Nacional dos Empregados da Caixa Econômica Federal (Conecef). O evento foi realizado pela primeira vez de forma digital, em função o isolamento social imposto pela pandemia do novo coronavírus, e contou com a participação de mais de 280 delegados e delegadas de todo o Brasil.

A edição de 2020 contou com painéis que debateram a defesa da democracia, das empresas públicas, Bancos Públicos, Caixa 100% Pública, saúde e direitos.

Representando os empregados da Caixa em Mato Grosso do Sul, estavam os bancários Jadir Garcia, Marileda Ourives, Laerte Romerto Jeronymo e Benilson de Lazari.

O presidente da Apcef/MS, Jadir Garcia, destaca a importância do congresso que é a construção das estratégias de luta e da pauta de reivindicações específica do banco público para a Campanha Nacional dos Bancários 2020.

“E, neste momento de pandemia, em que os empregados da Caixa estão expostos a contaminação para atender a população, enfrentando talvez o maior desafio, não podemos permitir a perda de conquistas históricas. Por isso, precisamos utilizar as ferramentas disponíveis para aproximar e realizar a discussão em prol dos direitos dos trabalhadores e em defesa do banco 100% público. E no Conecef, conseguimos colocar isso em prática e fazer uma pauta democrática e que atenda os anseios da categoria”, comenta Jadir.

Pauta para Conferência Nacional

Foram aprovadas as resoluções que serão levadas para a 22ª Conferência Nacional dos Bancários, que será realizada no próximo final de semana, dias 17 e 18 de julho. Os delegados aprovaram o combate à política privatista do Governo Federal como prioridade, além da preservação dos direitos dos empregados previstos na atual Convenção Coletiva de Trabalho e acordo específico, inclusive para quem continuar no teletrabalho após a pandemia.

A estratégia vitoriosa da mesa única também foi confirmada para a campanha salarial deste ano, bem como a defesa do acordo de dois anos como forma de impedir novos prejuízos para os funcionários ante a conjuntura de ataques aos direitos dos trabalhadores. Demandas da Funcef, o fundo de pensão dos empregados do banco e do Saúde Caixa, também estão na pauta de reivindicações dos trabalhadores da empresa.

A pauta de reivindicações foi aprovada pelos delegados e delegadas em cima de três eixos: Defesa da Vida (Democracia; Empresas Públicas; Bancos Públicos; Defesa da Caixa 100% Pública), Saúde (Saúde e Condições de Trabalho; Saúde Caixa; Funcef) e Direitos (CCT e ACT; Contratações).

Leia outras matérias dobre o 36º Conecef:

36º Conecef define pauta específica para Campanha Nacional 2020

36º Conecef une forças da categoria em defesa da vida

"Direito nenhum é dado, todo direito é conquistado”, diz Caio Blanco no 36º Conecef

Médica defende maior valorização dos empregados da Caixa pelo atendimento à população na pandemia

Economista Eduardo Moreira destaca importância da Caixa para o desenvolvimento do Brasil

36º Conecef aprova manifesto em defesa da Funcef

Belluzzo destaca importância dos bancos públicos

Empregados de bancos públicos se mobilizam contra privatizações e retirada de direitos

Por: Assessoria de Comunicação da APCEF/MS (Com informações da Fenae)

Compartilhe